06/02/2021

APESAR DA COVID-19: MARRACUENE FESTEJOU GWAZA MUTHINI

O distrito de Marracuene celebrou na passada terça-feira(02), o GWAZA MUTHINI, evento histórico que marca a abertura oficial da bebida tradicional UKANYI(sumo de canhu).

Marracuene, também desafiada pela covid-19, não cedeu a pandemia e celebrou a passagem dos 126 anos da Batalha de Coolela travada a 07 de Novembro de 1895. A história de Marracuene com seus rios atravessados e uma paisagem deslumbrante remota no século 19 com a travagem de lutas como a de MAGUWE ocorrida a 08 de Setembro de 1895, Batalha de Coolela a 07 de Novembro do mesmo ano e a Resistência de Maguiguana Cossa a 10 de Agosto de 1897.

Gwaza Muthini lembra a oposição firme dos moçambicanos na luta contra o colonialismo, onde se destacam figuras como os Mahazules, Matibjana e Mabjaia que tudo fizeram para que os portugueses não permanecessem em Moçambique.

"Havemos de voltar a celebrar como de costume o Gwaza Muthini" quem assim o diz é o Governador da Província de Maputo Júlio Parruque.

Parruque disse ainda que o formato de celebração da efeméride mostra claramente que o Governo está a investir para que a  covid-19 não se alastre bem como pensar nos ataques em Cabo Delgado, “enquanto não pudermos ir a zona norte do país e lutar, tem que se repudiar este acto macabro”, referiu.

Shafee Sidat, Administrador de Marracuene, avançou que a comemoração do dia, não é igual devido as adversidades que o país atravessa principalmente por causa da covid-19.

Sidat, avançou ainda que o dia do Gwaza Muthini foi antecedido pelo lançamento da época do “canhu” de entre várias actividades e a despedida dos Mabjaia.

A efeméride que para alguns vendedores era uma oportunidade de negócio, muitos deles viram-se obrigados a regressar as suas residências pois em meio a pandemia as celebrações sofreram alterações.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Tens algo a dizer?