segunda-feira, 19 de julho de 2021

NECROLOGIA - Morreu mãe do jornalista Nádio Taimo

Perdeu a vida na manhã deste domingo (18) vítima de doença, Gilda Chemane, mãe de Nádio Taimo Director Editorial do 4Vês Repórter.

Natural de Maputo, Gilda Chemane perdeu a vida aos 63 anos de idade e deixa órfãos 6 filhos. Mulher forte como é descrita por muitos dos seus filhos e conhecidos, Gilda Chemane era também uma líder com grande bagagem em termos de conhecimento, com uma inteligência admirável. Mãe de 08 filhos, dos quais 02 falecidos e um adotivo sendo que o Jornalista Taimo é o mais novo.

Nos últimos anos, Gilda Chemane dedicou sua vida exclusivamente a servir a Deus. Depois de deixar a igreja Apostólica, em 2005 a mesma passou a pertencer uma congregação Evangélica, Igreja de Jesus Cristo em Moçambique, onde recebeu o batismo em 2007. Uma mulher de fé inabalável, que deixou tudo apenas para servir a igreja numa espécie de zeladora.
Gilda era mulher reformada da Companhia Industrial da Matola(CIM). Trabalhou na mobilização como membro do partido FRELIMO.
Pertencendo a Organização de Base da Companhia Industrial, foi admitida como membro do partido aos 18 de Junho de 1984. A mesma fez parte de outros movimentos sociais cuja finalidade era carácter humanitário.
Gilda Chemane perdeu a vida numa altura em que liderava um processo de um grupo de seus ex-colegas da CIM que buscavam resolver um conflito contratual, cujo o processo (arquivo de documentos) teria desaparecido há pouco tempo no Ministério das Finanças, onde o assunto estava em processo de resolução.
Gilda Chemane defendia a ideia de integridade e justiça social. No ano passado, a quando do lançamento do Jornal 4Vês Repórter, a mesma teria exortado ao filho Nádio Taimo para nunca se desviar dos objectivos da criação do órgão de informação. No seu discurso baseou-se na importância de combater a Corrupção, entre outros males, e sempre divulgar apenas a verdade.
Questionado sobre como era a mãe, Nádio Taimo disse que lhe é difícil a descrevê-la. "É muito difícil descrever mamã neste momento. Mas resumindo, ela era um mulher de um forte carácter. Uma das principais qualidades que eu tanto admirava era a vontade e disponibilidade dela em ajudar os outros. Ela era uma mediadora de conflitos, não importa se é na família ou vizinhança, era sempre chamada para colocar a ordem. Era muito regrada, tinha uma fé em Deus que não consigo explicar. Mama era muita coisa... difícil de explicar agora", disse Taimo.

(REDACÇÃO)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Tens algo a dizer? Deixe aqui na caixa de comentários e nós agradecemos.