Mostrar mensagens com a etiqueta pobreza. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta pobreza. Mostrar todas as mensagens

11/05/2021

DESIGUALDADE SOCIAL: UM PROBLEMA QUE PARECE NÃO TER FIM EM MOÇAMBIQUE


Cerca de dois terços da população moçambicana vive e trabalha em áreas rurais. O país tem uma vasta área de terra arável, e grande disponibilidade de água e energia, assim como recursos minerais e gás natural recém-descobertos, três portos marítimos de águas profundas, e recursos relativamente grandes de mão-de-obra potencial. Também está estrategicamente localizado, pois quatro dos seis países com que tem fronteiras não têm acesso ao mar, e dependem por isso de Moçambique para terem acesso aos mercados globais. Os fortes laços de Moçambique com o motor económico da região, a África do Sul, sublinham a importância do seu desenvolvimento económico, político e social para a estabilidade e crescimento da África Austral como um todo. 


Com este todo aparato de vantagens devia ser a causa para a melhoria das condições de vida das pessoas mas, ao contrário permanece o sofrimento e as desigualdades sociais que se revêem na falta de alimentos, componente básica para o dia-a-dia. Assim como em todo mundo, Moçambique não fica atrás desta problemática da desigualdade social.